10 melhores petiscos de boteco

Os 10 melhores petiscos de boteco para festas, happy hour e várias outras ocasiões. Confira receitas de coxinha, pastéis, torresmo, bolovo e outros bolinhos, calabresa acebolada e mais!

Petiscos boteco

Os petiscos de boteco mais populares do País podem ser vendidos tanto em porções quanto individualmente e todos fazem sucesso quando colocados no cardápio de um estabelecimento ou em momentos especiais. A coxinha é um dos petiscos que ganha o coração dos brasileiros, mas além dela também entram para a lista alguns outros queridinhos.

O torresmo, pastéis, a calabresa acebolada, o famoso bolovo - bolo de carne com ovo - e os bolinhos de feijoada, carne-seca e bacalhau. Já a polenta, a mandioca e as batatas fritas satisfazem pessoas de todas as idades e funcionam como opções vegetarianas, juntamente com o dadinho de tapioca.

Dá para conquistar uma ótima freguesia em bares, restaurantes e botecos vendendo vários tipos de petiscos de boteco, assim como é possível fazer sucesso com a família ou os amigos preparando as receitas em casa para uma noite de happy hour ou festa.

O segredo está em oferecer alternativas saborosas e bem preparadas, sequinhas quando forem fritas, capazes de atender diversas preferências e também de se adequarem às restrições de alguns clientes, que funcionem para diversas ocasiões. Experimente ainda harmonizar os salgados com molhos e acompanhamentos: pode ser um grande diferencial.

A seguir, deixamos para você as receitas de alguns dos melhores petiscos de boteco. Confira!

Os melhores petiscos de boteco: 10 receitas fáceis e práticas

1.  Coxinha

Todos sabemos que a coxinha já ganhou novas versões e até entrou para o grupo de comidas que foram gourmetizadas. Mas a coxinha em sua versão tradicional continua sendo a opção número 1 entre as comidas de boteco. Preferencialmente, com catupiry ou requeijão no recheio. Veja como preparar.

Tempo de preparo: 100-120 minutos

Rendimento: 100 unidades pequenas

Ingredientes

Para o recheio
  • 500 g de peito de frango sem osso
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • 1 tablete de caldo de galinha
  • 2 colheres (sopa) de molho de tomate
  • 3 colheres (sopa) de shoyu
  • 1 colher (sopa) de mostarda
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • Requeijão ou Catupiry
  • Salsinha
Para a massa
  • 500 mL do caldo que será resultado do cozimento do frango em panela de pressão
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 4 colheres (sopa) cheias de manteiga
  • 1 pitada de sal
  • Farinha de rosca para empanar

Modo de preparo

Do recheio
  1. Adicione todos os ingredientes em uma panela de pressão e adicione água até o frango estar coberto.
  2. Tampe a panela e leve ao fogo alto. Espere “pegar pressão” e deixe mais 20 minutos em fogo ainda alto ou médio. Depois deste tempo, retire o conteúdo da panela e separe o caldo.
  3. Desfie o frango e separe a quantidade que deseja congelar, se for o caso.
  4. Ao frango já desfiado que será usado no preparo das suas coxinhas no momento, adicione requeijão ou Catupiry - proporção sugerida: 2 colheres cheias a cada xícara de frango desfiado.
  5. Adicione a salsinha picada e misture tudo.
  6. Reserve.
Da massa
  1. Misture a manteiga, o sal e o caldo reservado anteriormente (resultado do cozimento do frango em panela de pressão). Deixe o caldo ferver e mexa bem até a manteiga derreter.
  2. Aos poucos, adicione farinha de trigo ao caldo, mexendo bem - em fogo baixo - para não grudar no fundo da panela e conseguir a obtenção de uma massa homogênea.
  3. Continue mexendo até o ponto desejado. Qual é o ponto? Faça o teste de separar um pedaço da massa e modelá-lo com a mão sem que grude.
  4. Coloque a massa em uma superfície e deixe esfriar, sempre movimentando-a para que não grude ou resseque.
  5. Sove a massa enquanto ainda estiver morna e finalmente separe-a em porções para começar a preparar as coxinhas.

Para montar as coxinhas, siga o passo a passo:

  1. Para cada coxinha, você deve abrir na palma da sua mão uma porção da massa separada previamente. Lembre-se de deixar a massa mais funda no centro: aqui vai o recheio.
  2. Depois, adicione uma pequena quantidade do recheio e feche a coxinha, modelando-a em seu formato original.
  3. Para empanar, passe uma por uma em água gelada e na farinha de rosca.
  4. Frite em óleo bem quente.

Coxinhas são exemplos de petiscos para festa de boteco e o melhor de tudo: a mesma massa utilizada no seu preparo pode ser aplicada no preparo de diversos outros salgados que são exemplos de coisas muito gostosas para comer em momentos de comemoração.

Coxinhas menores costumam ser servidas em porções de 8 a 12 unidades e coxinhas maiores podem ser servidas individualmente, no prato ou em um bom guardanapo, sem o menor problema.

2.  Torresmo

Muita gente associa o torresmo à feijoada, mas quando servido individualmente essa é uma ideia de petisco que também faz um sucesso estarrecedor. Principalmente entre consumidores que gostam de uma cerveja bem gelada!

Se optar por preparar e oferecer torresmo em seu estabelecimento, preste atenção à escolha da carne que será usada para o preparo. Na receita a seguir, usamos toucinho.

Tempo de preparo: 60 minutos

Rendimento: 50 unidades

Ingredientes

  • 1 kg de toucinho em cubos
  • 3 dentes de alho
  • 2 colheres (sopa) de cachaça
  • ½ xícara de óleo de cozinha
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo

  1. Faça uma espécie de marinada com sal, pimenta, o alho bem picado ou triturado e a cachaça e utilize para temperar o toucinho em cubos.
  2. Em uma panela grande, coloque o óleo para esquentar e frite o toucinho pela primeira vez, mexendo até ficar branquinho.
  3. Tire o toucinho do óleo e escorra bem. Leve-o para a geladeira durante pelo menos uma hora. Enquanto isso, reserve a gordura utilizada para a primeira fritura.
  4. Depois de uma hora, volte a fritar o toucinho no mesmo óleo usado para a fritura anterior e em fogo alto. Vá mexendo até dourar.
  5. Sirva ainda quente, bem sequinho no papel toalha, com gominhos de limão para quem quiser “espremer” por cima.

3.  Pastéis

São inúmeras as opções de recheios de pastéis espalhadas pelo País, mas quem frequenta botecos, bares e restaurantes sempre encontra pelo menos o de carne, o de palmito e o de queijo. A receita para a massa de pasteizinhos que são servidos como finger food ou petisco é a mesma (veja a seguir!) e o preparo do recheio varia de acordo com cada estabelecimento.

Tempo de preparo: 45-60 minutos

Rendimento: 15 unidades

Ingredientes

  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 xícara de água
  • 3 colheres (sopa) de óleo
  • 1 colher (sopa) de cachaça
  • Óleo para fritar

*Essa é a mesma massa do pastel de feira!

Modo de preparo

  1. Em uma panela, coloque para esquentar a água e o sal e espere até que a água chegue perto do ponto de fervura.
  2. Em outro recipiente, misture a farinha, o óleo e a cachaça. Aos poucos, adicione a água com sal e vá mexendo até conseguir uma massa homogênea e macia.
  3. Cubra a massa com plástico filme e deixe gelar por 30 minutos.
  4. Tire a massa da geladeira e abra sobre uma superfície polvilhada com farinha, passando um rolo ou cilindro para que ela fique bem fina.
  5. Corte a massa no tamanho desejado dos pastéis, recheie um por um e feche passando um pouco de água nas bordas e apertando com um garfo.
  6. Depois é só fritar por imersão, em óleo bem quente e escorrer/secar bem antes de servir.

4.  Bolovo

Essa é a versão nacional de um bolinho chamado “Scotch Egg”, que foi criado na Inglaterra no século XVIII e tem alguns segredos para sair perfeito: a qualidade da carne, o capricho no tempero - parecido com tempero de hambúrguer - e a proporção correta entre carne da “massa” e o tamanho do ovo que fica em seu interior.

Sendo assim, pode apostar: antes de entrar no cardápio de um bar ou restaurante, o bolovo é testado e experimentado em várias de suas versões até que seja encontrada a ideal - ou torcemos para que o mais próximo dela pelo menos.

Essa é uma receita básica de bolovo!

Tempo de preparo: 90 minutos

Rendimento: 10 unidades

Ingredientes

  • 500 g de carne bovina moída
  • ½ cebola
  • 2 dentes de alho
  • 10 ovos pequenos ou médios já cozidos e descascados
  • 1 gema de ovo à parte
  • 1 ou mais ovos crus para usar no empanamento
  • 1 colher (chá) de manteiga que não esteja gelada
  • Cebolinha picada a gosto
  • 1 pimenta malagueta (opcional)
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • Noz-moscada a gosto
  • Sal a gosto
  • Farinha de trigo também para empanar

Modo de Preparo

  1. Em um recipiente, tempere a carne moída e adicione a cebola e o alho já picados ou triturados. Aqui também será adicionada a pimenta malagueta triturada, caso você queira inseri-la na sua receita.
  2. Adicione à carne temperada a gema de ovo e a manteiga em temperatura ambiente.
  3. Misture e amasse bem.
  4. Separe uma parte da sua mistura e, usando as mãos, faça uma bola de carne.
  5. Em uma superfície não aderente ou entre dois plásticos, abra a bola de carne e coloque 1 ovo cozido no centro, envolvendo-o com a própria carne para fechar o “bolo”.
  6. Passe cada bolovo na farinha de trigo para começar a empanar.
  7. Depois, passe-os no ovo (cru) batido com um garfo e volte a passá-los na farinha, dessa vez, preferencialmente, de rosca ou Uarini.
  8. Frite os salgados por imersão. Sugestão de temperatura do óleo - aproximadamente 150-160ºC. Sugestão de tempo de imersão - 4-5 minutos.

Se quiser servir os bolovos como um dos tipos de porções do seu menu, opte por fazê-los em tamanho menor. Você pode até mesmo substituir os ovos tradicionais por ovos de codorna.

Vamos aos outros bolinhos famosos e inclusive petiscos ótimos para receber amigos?

5.  Bolinho de feijoada

Tempo de preparo: 60 minutos

Rendimento: 15-20 unidades

Ingredientes

Para a massa
  • 4 xícaras de feijão preto cozido
  • ½ xícara de farinha de mandioca
  • 2 colheres (sopa) de salsa picada
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola
  • 1 colher (sopa) de óleo
  • Bacon ou caldo de bacon a gosto
Para a montagem do bolinho
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 xícara de farinha de rosca
  • ½ xícara de óleo
  • 2 ovos
Para o recheio
  • 1 dente de alho
  • ½ maço de couve já picada
  • ½ colher de óleo
  • Sal a gosto

Modo de Preparo

Da massa
  1. Em um mixer ou liquidificador, bata o feijão e o bacon (ou caldo de bacon) até incorporar e reserve.
  2. Doure o alho e a cebola picados em uma panela em fogo médio.
  3. Adicione o feijão batido com bacon à panela.
  4. Aos poucos, misture a farinha de mandioca, sempre mexendo bem e até conseguir uma massa homogênea.
  5. Acrescente a salsa à massa e misture mais.
  6. Deixe esfriar.
Do recheio
  1. Doure o alho também picado ou triturado em uma frigideira sem deixá-lo queimar.
  2. Acrescente a couve à frigideira com o alho dourado e o sal.
  3. Refogue por 5 minutos e reserve.
Montando o seu bolinho
  1. Separe a massa já fria em porções redondas.
  2. Abra a massa de cada uma das porções no centro para poder rechear com a couve refogada. Depois feche bem e repita o procedimento com todos os bolinhos.
  3. Para empanar, passe cada bolinho primeiro na farinha de trigo, depois no ovo batido e por último na farinha de rosca.
  4. Frite os bolinhos por imersão em óleo já quente até ficarem dourados.
  5. Escorra, absorva o excesso de óleo em papel toalha e sirva.

6.  Bolinho de carne-seca

Tempo de preparo: 50 minutos

Rendimento: 5 unidades

Ingredientes

  • 1 xícara de carne-seca já dessalgada, cozida e desfiada
  • 2 xícaras de batata já cozidas e amassadas
  • 3 colheres (sopa) de cheiro-verde picado
  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de azeite
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • Farinha de rosca para empanar

Modo de preparo

  1. Como a carne-seca já está pronta e as batatas também estão devidamente cozidas e amassadas, misture-as.
  2. Depois, misture também o cheiro-verde - ou 2 colheres de salsinha e outras 2 de cebolinha, se preferir.
  3. Junte o azeite e o ovo. Tempere com sal e pimenta-do-reino.
  4. Faça as bolinhas e empane, passando na farinha de rosca.
  5. Frite em óleo quente até dourar.

7.  Bolinho de bacalhau

Tempo de preparo: 50 minutos

Rendimento: 10 unidades

Ingredientes

  • 150 g de bacalhau já dessalgado, sem espinhas e desfiado
  • ½ cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 6 a 10 azeitonas também picadas
  • 2 batatas cozidas e amassadas (como purê)
  • 2 colheres (sopa) de farinha de rosca e farinha de rosca também para empanar
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • Salsinha a gosto
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo

  1. Em uma panela com um fio de azeite, refogue a cebola, o alho e as azeitonas.
  2. Misture o bacalhau ao refogado com a panela ainda no fogo e depois desligue.
  3. Misture as batatas já cozidas e amassadas ao refogado feito anteriormente.
  4. Aos poucos, adicione a farinha de rosca e mexa.
  5. Adicione também o azeite e a salsinha.
  6. Tempere com sal e pimenta-do-reino e continue mexendo até obter uma massa homogênea.
  7. Molde os bolinhos como preferir depois que a massa esfriar e adicione mais farinha de rosca se julgar necessário para dar firmeza antes de empanar e fritar.
  8. Empane os bolinhos apenas passando um por um na farinha de rosca.
  9. Frite por imersão em óleo quente, apenas alguns bolinhos por vez.

8.  Linguiça calabresa acebolada

Mais um petisco de boteco simples e fácil de fazer, além de extremamente tradicional.

Tempo de preparo: 50 minutos

Rendimento: 1 porção

Ingredientes

  • 250 g de linguiça calabresa
  • 1 colher (sopa) de óleo
  • 1 cebola

Modo de Preparo

  1. Corte a linguiça ainda crua em rodelas finas e reserve.
  2. Em uma panela (preferencialmente de ferro), aqueça o óleo e frite a linguiça em rodelas até dourar.
  3. Misture a cebola à linguiça na panela e mexa bem também até dourar.
  4. Sirva ainda quente.

9.  Dadinho de tapioca

Tempo de preparo: 60 minutos

Rendimento: 1-2 porções

Ingredientes

  • 500 mL de leite integral
  • 300 g de queijo ralado - melhores alternativas: coalho, parmesão, queijo minas ou meia-cura
  • 1 xícara bem cheia de tapioca granulada
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • Noz-moscada a gosto

Modo de preparo

  1. Coloque o leite para ferver junto com a pimenta-do-reino, a noz-moscada e uma pitada de sal. Reserve.
  2. Em um outro recipiente, misture a tapioca granulada e o queijo que você escolher para o seu dadinho. Jogue o leite ainda quente por cima dessa mistura, aos poucos e mexendo sempre até conseguir uma massa bem grossa.
  3. Cubra completamente uma assadeira ou um recipiente semelhante com plástico filme (para evitar que a massa grude) e despeje a massa do dadinho sobre ela.
  4. “Embrulhe” a massa, cobrindo também o topo com plástico filme bem rente a ela e alise para que ela fique toda em um mesmo tamanho e nível.
  5. Leve ao freezer por 30-45 minutos.
  6. Depois de deixar gelar bem a massa dos seus dadinhos, retire-a do freezer, elimine o plástico filme e finalmente corte-a para conseguir os cubinhos que formarão a porção a ser servida.
  7. Frite em óleo quente ou asse em forno pré-aquecido a 180ºC até dourar.

Vale a pena fazer alguns testes de produção simples de geleia de pimenta e encontrar a que melhor combine com o dadinho de tapioca do seu estabelecimento. Muita gente se delicia com essa opção. Inclusive quem busca petiscos veganos (quando a receita é adaptada) e vegetarianos.

Abaixo, deixamos uma receita de geleia de pimenta caseira para você experimentar e incrementar como quiser.

Receita de geleia de pimenta caseira

Tempo de preparo: 30 minutos

Rendimento: aproximadamente 400 gramas

Ingredientes

  • 6 pimentas dedo-de-moça médias
  • 1 dente de alho
  • 2 maçãs sem casca e sem sementes
  • 1 xícara de açúcar
  • ¼ xícara de água
  • ¼ xícara de vinagre de maçã
  • Sal a gosto

Modo de Preparo

  1. Lave as pimentas, corte-as ao meio no sentido do comprimento e retire as sementes.
  2. Corte as pimentas em pedaços para ficar mais fácil de triturar junto com as maçãs e com a água.
  3. Em uma panela em fogo baixo, misture tudo com o açúcar, o alho picado e o vinagre de maçã. Mexa bem até cozinhar (10-15 minutos), com atenção ao ponto - a geleia que passar do ponto ficará mais dura e precisará de um pouco mais de água.
  4. Reserve em recipientes adequados e deixe esfriar, depois sirva separadamente.

10.  Polenta, mandioca e batata fritas

Por que escolher só uma das três se é possível colocar todas as opções no cardápio e ainda ter lucro a partir de um bom controle de estoque, do relacionamento com bons fornecedores, da conservação adequada dos alimentos e da divulgação adequada das porções no cardápio? Vamos às receitas!

A de polenta é um pouco mais complexa, mas as outras duas você provavelmente já conhece pois são a definição perfeita de “aperitivos fáceis”.

Polenta Frita

Tempo de preparo: 15 minutos (+ 3 horas de geladeira)

Rendimento: 5 unidades

Ingredientes
  • 1 dente de alho picado ou triturado
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 xícara de fubá pré-cozido
  • 6 xícaras de água
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino a gosto
  • Óleo para fritar
Modo de Preparo
  1. Dilua o fubá na água e já tempere com sal e pimenta-do-reino.
  2. Em uma panela, refogue o alho na manteiga e depois adicione o fubá diluído, mexendo sempre até perceber que a mistura não gruda no fundo.
  3. Reserve o conteúdo em um recipiente untado com azeite e cubra-o. Leve para geladeira por 3 horas.
  4. Depois de tirar o preparo da geladeira, corte no formato desejado.
  5. Frite por imersão e em óleo quente até dourar.
  6. Escorra e seque bem. Se desejar, adicione salsinha e/ou queijo parmesão ralado por cima da porção de polenta antes de servir.

Mandioca frita

Tempo de preparo: 30 minutos

Rendimento: 5-6 porções

Ingredientes
  • 800 g a 1 kg de mandioca cozida e cortada em pedaços
  • Sal a gosto
  • Óleo vegetal para fritar
Modo de Preparo
  1. Depois de deixar o óleo bem quente, mergulhe nele os pedaços de mandioca cozida para fritarem até que estejam dourados.
  2. Escorra, seque e tempere com sal, se desejar, antes de servir.

Batata frita

Tempo de preparo: 20 minutos

Rendimento: 2-4 porções

Ingredientes
  • 1,5 kg de batata do tipo “seca”
  • Sal a gosto
  • Óleo vegetal para fritar
Modo de Preparo
  1. Lave e escove as batatas ainda com casca antes de descascar.
  2. Descasque todas as batatas e coloque-as já cortadas ou ainda inteiras em um recipiente com água.
  3. Logo antes de fritar, escorra-as e seque-as com um pano limpo e adequado.
  4. Frite em óleo bem quente, sempre mexendo com a escumadeira para não queimar, mas não espere as batatas dourarem: retire-as do fogo quando ficarem apenas cozidas.
  5. Escorra.
  6. Aqueça novamente o mesmo óleo um pouco antes de preparar a porção para servir e volte a fritar as mesmas batatas, agora com a intenção de deixá-las dourar.
  7. Escorra, seque com papel toalha e sirva.

As porções de polenta e principalmente de mandioca e batata são ótimas alternativas de petiscos para servir com alguns tipos de molhos especiais da casa ou tradicionais de boteco. Para a batata, vale sugerir também aos clientes o acréscimo de queijo cheddar e/ou pedacinhos de bacon.

Sugestões de molhos para petiscos de boteco

Entre os molhos para petiscos e salgados fritos verdadeiramente amados pela clientela, são alternativas econômicas e rápidas para preparar:

Se você não sabe qual molho mais agrada ao seu público-alvo, pergunte para quem já é cliente, para novos consumidores e até para quem passar por perto do seu estabelecimento, se for esse o caso.

Faça também pesquisas, pessoalmente ou nas redes sociais, para conhecer melhor as pessoas que se interessam pelos petiscos que você serve: isso aumenta as suas chances de só vender o que realmente “vai sair”. Procure ainda alternativas de petiscos regionais ou para preparar somente em datas comemorativas.

Vai servir os petiscos em casa? O melhor a fazer é consultar as visitas antes de colocar a mão na massa.

Bom trabalho!

E-Book grátis

15 ideias de embalagens para inovar no delivery

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário