Cardápio semanal: aprenda a organizar as refeições

Confira dicas incríveis para montar um cardápio semanal e facilitar a sua vida, economizando tempo e dinheiro sem abrir mão de uma refeição nutritiva.

Cardápio semanal

Montar um cardápio semanal pode ser simples, basta que a organização seja mantida desde o início, isso é, o planejamento deve começar já a partir da lista de compras. Contudo, tenha em mente que a lista do supermercado e a elaboração do menu semanal andam juntas, se completando.

Para que seja possível montar um planejamento de refeições para a semana, é fundamental que a despensa esteja completa, de modo que não haja limitações na hora do preparo. Mas, calma! Isso não quer dizer que é preciso comprar o supermercado inteiro.

Esta é a parte em que as duas situações se complementam: para que os armários estejam cheios com os ingredientes necessários, é preciso que o menu da semana seja feito antes de ir às compras.

A partir dessas duas ações, o preparo será mais fácil e a economia financeira estará garantida. Dito isso, confira abaixo outras dicas importantes para dar continuidade ao planejamento do cardápio.

Como montar um cardápio para semana toda?

Para começar a montar o cardápio semanal, é preciso ter três informações em mãos:

  1. Qual a quantidade de pessoas presentes por refeição?
  2. Quais as alergias e intolerâncias dos envolvidos?
  3. Quantas refeições serão preparadas por dia?

As respostas ajudam a facilitar o planejamento, afinal, você saberá exatamente o que fazer em cada ocasião. Depois de reunir esses dados, é hora de começar a organizar as refeições. Para isso, é só seguir o passo a passo que preparamos para você!

1.  Faça uma lista

Nela, coloque as refeições que serão feitas e o tempo que terá para cozinhar ou preparar cada uma delas.

Registre os compromissos de todos os envolvidos e lembre-se de organizar o cardápio de acordo com a agenda de quem ficará responsável por esquentar ou preparar a refeição.

Dessa maneira, as comidas com preparos mais fáceis e práticos devem ser programadas para os dias mais corridos e atarefados, otimizando o tempo.

2.  Escolha as refeições

Um dos maiores motivos que levam as pessoas a cozinhar em casa é a qualidade dos alimentos escolhidos e preparados, pois assim você tem a certeza de comer algo mais saudável, especialmente quando comparado às refeições rápidas encontradas na rua.

Sendo assim, escolha alimentos que, juntos, possam compor uma alimentação equilibrada e nutritiva.

Dica de ouro: faça um rodízio de alimentos para que as refeições não se tornem enjoativas. Tente equilibrar as proteínas, carboidratos, saladas e legumes em geral para que os pratos não sejam tão repetitivos.

Por exemplo, caso o frango seja escolhido como proteína para o almoço de segunda, evite repeti-lo na terça-feira, escolha para o dia seguinte outra fonte de proteína, como peixe, carnes ou ovos. Assim, será mais fácil seguir o cardápio semanal.

3.  Congele e organize a despensa

Congelar alguns alimentos pode ser uma boa ideia, mas, para isso, é preciso saber exatamente quais deles permitem essa prática.

O arroz, o macarrão e as folhagens, por exemplo, não são boas opções, pois congelar esses pratos pode alterar o resultado final da refeição.

Por outro lado, legumes como cenouras, abobrinhas, batatas e muitos outros podem ir ao freezer em pequenas porções para serem consumidos durante a semana.

O feijão, a lentilha e o grão-de-bico também podem ser preparados em grandes quantidades e congelados para facilitar o consumo.

É importante ressaltar que as embalagens devem ser propícias para o congelamento para que não estourem ou rachem, danificando o conteúdo.

Modelo caseiro de cardápio semanal para família

Para que o processo de criação fique mais simples, separe as refeições em quatro períodos:

Essa divisão também pode ser realizada de outras formas, respeitando os horários da família.

Agora, confira abaixo uma ideia simples e prática de cardápio semanal com pratos nutritivos e que podem ser reaproveitados.

Dias da semana Café da manhã Almoço Lanche da tarde Jantar
Segunda-feira Iogurte com cereal Bife grelhado, arroz, feijão e hortaliças Vitamina de banana Salada com frutas, folhas verdes e queijo ricota
Terça-feira Omelete com queijo Frango grelhado, arroz, legumes e lentilha Iogurte e torradas com geléia Wrap com o resto do frango, recheio de repolho cru, tomate e alface
Quarta-feira Panqueca de banana Filé de peixe, grão-de-bico, abobrinha refogada, salada de tomate e beterraba Vitamina de morango Use o grão-de-bico como base para um salada de morango, manga, alface, queijo parmesão e brócolis cozido
Quinta-feira Torradas com geleia ou manteiga Arroz, feijão, carne moída, cenoura e beterraba cozidas e hortaliças 2 pães de queijo e suco de uva natural Faça panquecas e recheie com a sobra da carne moída
Sexta-feira Crepioca de presunto e queijo Picadinho de carne, batata assada, feijão, salada de tomate, alface e cenoura crua ralada Suco de laranja natural e misto de presunto e queijo Wrap com o picadinho de carne, recheado com tomate e queijo cheddar

Em seguida, programe um dia da semana para deixar as folhagens lavadas, os legumes picados e as proteínas divididas em porções que sejam suficientes para o preparo. Os demais acompanhamentos podem ser preparados e congelados para o uso durante a semana.

Caso você não tenha muito tempo para preparar o almoço, é válido cozinhar os alimentos na noite anterior e deixá-los na geladeira, mas tenha cuidado para que os recipientes estejam bem vedados a fim de evitar que as comidas estraguem.

E-Book grátis

15 ideias de embalagens para inovar no delivery

O que você achou do post?

2 Respostas

Deixe seu comentário