Comida francesa: 10 pratos típicos que você precisa provar

A culinária francesa é conhecida mundialmente como uma das mais tradicionais requintadas do mundo. Com séculos de tradições gastronômicas, cada receita foi modificada e aprimorada, mas sem perder suas origens. Vamos conhecer melhor toda essa riqueza?

Comida francesa

Se você pretende fazer uma viagem gastronômica à França, os 10 pratos típicos mais que você precisa provar da gastronomia francesa são: o confit de canard, o cassoulet, o soufflé de chocolat, o ratatouille, o flamiche, a soupe a l'oignon, o crème brûlée, o boeuf bourguignon, croissant e tarte tatin.

A culinária francesa possui séculos de tradição e é reconhecida como uma das melhores e mais sofisticadas do mundo. Lar de escolhas de gastronomia como a famosa escola de gastronomia Le Cordon Bleu, a França é destino certo para aqueles que apreciam uma boa comida.

Apesar das comidas típicas francesas apresentarem variações de acordo com a região do país, algumas características são marcantes em todas elas. O uso de ingredientes frescos, de alta qualidade e o cuidado com o preparo e a apresentação dos pratos são algumas dessas características.

Os queijos e os vinhos são ingredientes importantes quando pensamos nas comidas francesas. Além deles, podemos citar também a carne de pato, o azeite de oliva, a noz-moscada e vegetais sazonais, como a berinjela e a abobrinha.

Está ficando com água na boca? Então, comece a praticar o francês, pois você vai querer dar um pulinho nesse país europeu depois para provar os 10 pratos típicos que você vai conhecer agora. Vamos lá?

1.  Confit de canard

Confit de canard

O confit de canard, conhecido também como confit de pato, é originário de Gascony, no sudoeste da França. A receita foi introduzida no país pelos romanos e o método de preparo era tradicionalmente usado para preservar a carne, já que não existiam geladeiras na época.

A técnica consiste em salgar a carne, preferencialmente a de pato, e cozinhá-la lentamente na gordura até que fique macia.

Normalmente, o confit é servido acompanhado de batatas e saladas, podendo servir como entrada ou prato principal.

2.  Cassoulet

Cassoulet

O cassoulet é um ensopado de vários tipos de carne com feijão branco e é uma das comidas mais populares da França. Por coincidência, é muito parecido com uma comida típica do Brasil, a feijoada.

Acredita-se que a sua origem vem da cidade de Castelnaudary, durante a Guerra dos Cem Anos, travada entre a França e a Inglaterra entre o fim do século 14 e início do século 15.

Os aldeões precisavam cozinhar com o que tinham para defender a cidade, juntando todos os ingredientes que tinham disponíveis. Segundo a lenda, o prato foi tão revigorante que ajudou os soldados a repelir os invasores, salvando a cidade.

3.  Soufflé de chocolate

Soufflé de chocolate

O terceiro item da nossa lista é um tipo de bolo preparado com um creme à base das gemas e das claras do ovo. Ele pode ter vários sabores, mas o de chocolate é especialmente querido na França.

Pouco se sabe sobre a origem do soufflé, mas o registro mais antigo da sua receita vem do livro “La Cusinier Moderne”, escrito em 1742 pelo chef Vincent La Chappelle.

Originalmente, ele era um prato salgado, utilizando ervas, queijo e miúdos no seu preparo. Com o tempo, no entanto, foi ganhando versões doces, que eram feitas com frutas e raspas de limão. Só muito mais tarde que o chocolate começou aparecer como ingrediente.

4.  Ratatouille

Ratatouille comida francesa

Popularizado pelo filme da Disney e perfeito para um jantar romântico à luz de velas, o ratatouille é um delicioso ensopado de legumes de verão, levando pimentões, abobrinha e berinjela cozidos no molho de tomate. Ervas como o alecrim e o manjericão dão sabor e aroma à receita.

O prato foi concebido por camponeses da região de Provence, no sul da França. O objetivo era utilizar ao máximo os legumes no final das temporadas de colheita, inclusive aqueles que estavam ficando muito maduros.

Preparado normalmente com os legumes picados em rodelas e assados lentamente, o filme da Disney se inspirou na versão da chef Hélène Darroze.

Nessa receita, o molho de tomate é espalhado no fundo de um refratário e os legumes são picados em fatias finas, e dispostos de maneira intercalada sobre o molho.

Ervas e especiarias são adicionadas sobre os vegetais ao final e o prato é então levado ao forno em temperatura média por cerca de cinquenta minutos.

5.  Flamiche

Flamiche

Flamiche é o nome dado a uma torta salgada recheada com alho-poró e queijo gruyère. Originária da região de Picardy, no Norte do país, a receita tem registros conhecidos desde o século 18.

A massa é preparada com farinha de manteiga e fermento. Para o recheio, é necessário preparar um creme com ovos, queijo e um pouco de noz-moscada. O alho-poró é refogado na manteiga até amolecer e, em seguida, adicionado ao creme.

A massa é espalhada em uma forma redonda e em seguida recheada. Algumas receitas não cobrem a torta com massa, ficando parecida com uma pizza. O cozimento dura cerca de 25 minutos a 200 °C.

6.  Soupe a l'oignon

Soupe a l'oignon

Uma sopa deliciosa para comer no inverno, o creme de cebola francês é um prato muito simples, mas que carrega um sabor inigualável. O prato foi criado pelo chef Nicolas Appert, no século 18, e caiu no gosto da corte francesa após impressionar o Duque Stanislas Leszczynski.

Além do seu sabor encorpado, os membros da corte notaram que ela disfarçava bem o hálito de quem havia bebido muito, ganhando o apelido de sopa dos bêbados. Ainda hoje ela é utilizada para “curar a ressaca” em muitos lares franceses.

A cebola é o ingrediente principal dessa sopa, mas uma parte do seu sabor vem do caldo utilizado no seu preparo. Um bom caldo de carne preparado artesanalmente é a melhor opção, mas tabletes de caldos prontos podem ser utilizados.

Para preparar o prato, primeiro é necessário caramelizar a cebola em uma panela. Assim que estiver caramelizada, o caldo é adicionado e tudo deve ser cozinhado por mais 30 minutos em fogo baixo.

Você pode servir junto com torradinhas para dar mais textura ao prato. Essa é uma boa receita para utilizar o pão amanhecido e evitar desperdício.

7.  Crème brûlée

Crème brûlée

O crème brûlée é uma das sobremesas mais famosas da França. Essa popularidade ganhou ainda mais força quando a sobremesa apareceu no filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”.

Em uma cena famosa do filme, a protagonista Amélie descreve os pequenos prazeres de sua vida. Um deles em particular é quebrar com uma colher a crosta que se forma em cima do crème brûlée.

A sobremesa nada mais é do que um creme doce de ovos assado em banho maria. Para formar a famosa crosta no topo, é colocado açúcar cristal na superfície do creme assim que ele termina de assar. Um maçarico é utilizado então para caramelizar o açúcar, formando a crosta.

8.  Boeuf bourguignon

Boeuf bourguignon

Um clássico absoluto da cozinha francesa, o boeuf bourguignon tem esse nome pois vem da região de Borgonha, no centro da França. O prato leva dois dos mais importantes ingredientes da culinária borgonhesa: o vinho tinto e a carne de gado da raça charolês.

Mesmo sendo um prato conhecido e preparado desde a idade média, ele só se tornou popular nos restaurantes parisienses após sua receita ser publicada pelo chef Auguste Escoffier, no ano de 1903.

O boeuf bourguignon leva ainda outros ingredientes, como cebolas, cenouras e cogumelos. As ervas utilizadas incluem o tomilho, o louro e as salsinhas.

Algumas receitas mais modernas adicionam batatas e bacon para incrementar o sabor.

Primeiramente, o bife é selado de todos os lados em uma frigideira e as ervas são refogadas em azeite ou gordura.

Depois, as ervas, o bife e os legumes selecionados são colocados em uma panela grande e cobertos com vinho tinto. A tradição pede que se cozinhe a carne bem lentamente, podendo chegar a até 24 horas de cozimento, dependendo da receita.

9.  Croissant

Croissant

Nenhuma lista de receitas da França pode estar completa se não incluir o croissant. A maciez e o sabor amanteigado desse pão de massa folhada é hoje um símbolo da confeitaria francesa.

Mas esse símbolo tem origem em outro país, a Áustria. Antes do século XIII, já se comia, nas terras austríacas, o kipferl, considerado o ancestral do croissant.

A receita foi introduzida na França pelo padeiro August Zang, por volta do ano de 1838. Zang modificou a receita original do kipferl, transformando-a na delícia que conhecemos hoje.

Para fazer o croissant, é necessário preparar uma massa composta por farinha, sal, açúcar, água, fermento e manteiga. Ela é esticada e, no seu centro, se coloca a manteiga que é esticada ainda dura, formando um retângulo. Quanto melhor a qualidade da manteiga, melhor o resultado.

A massa é dobrada e esticada repetidas vezes, criando, assim, as camadas tão características desse folhado.

Por fim, tiras triangulares são cortadas e enroladas, dando o formato do croissant. Cada uma recebe uma pincelada de gema de ovo e, em seguida, todos são levados a um forno preaquecido a 190 °C por aproximadamente 30 minutos.

10.  Tarte tatin

Tarte tatin

A tarte tatin é uma deliciosa torta de maçãs caramelizadas. O nome vem das suas criadoras, as irmãs Tatin. As duas eram proprietárias de um hotel no vilarejo de Lamotte-Beuvron.

Caroline Tatin, a irmã mais nova, cuidava da recepção do hotel, enquanto Stéphanie, a mais velha, tomava conta da cozinha. Stéphanie era particularmente desatenta na sua função e, um dia, colocou uma torta de maçã ao contrário no forno.

Sem tempo para preparar outra torta, ela foi servida assim mesmo, dando origem à tarte tatin!

Oui Oui! Chegamos ao fim da lista e, a cada prato conhecido, a nossa fome só aumentou, mas agora queremos saber, quais desses pratos da culinária francesa você já provou? Qual deles ficou com mais vontade de experimentar? Conta pra gente!

E-Book grátis

15 ideias de embalagens para inovar no delivery

O que você achou do post?

35 Respostas

Deixe seu comentário