Pimenta calabresa: como fazer e seus benefícios

Se você gosta de comida bem apimentada, veja como fazer a pimenta calabresa em casa, onde usá-la e todos os seus benefícios para a saúde.

Pimenta calabresa

A pimenta calabresa que encontramos no mercado surge através da desidratação da pimenta vermelha, conhecida também como “dedo-de-moça”. É um tipo de tempero muito usado na culinária brasileira por ser capaz de criar um sabor picante único, mesmo quando em flocos.

Você sabia que, além de deliciosa, ela também traz alguns benefícios para a saúde? Com ação anti-inflamatória, ela alivia dores, previne doenças, regula os níveis de colesterol, auxilia no controle da diabetes, entre outros.

Quando usada na medida certa, essa especiaria faz toda a diferença no paladar. Hoje, vamos ensiná-lo a preparar esse tempero, explicar para que serve a pimenta calabresa e todas as suas contribuições para a saúde.

Para o preparo dessa receita, recomenda-se o uso de máscara e luvas.

Como fazer pimenta calabresa

Tempo de preparo: uma semana

Rendimento: 100 g

Ingredientes

  • 100 g de pimenta dedo-de-moça
  • 1 folha de papel-manteiga

Modo de preparo

  1. Corte as pimentas dedo-de-moça ao meio.
  2. Forre uma forma com uma folha de papel-manteiga.
  3. Espalhe as pimentas na forma com a parte cortada para baixo.
  4. Leve a forma ao forno a 200 °C por 15 minutos.
  5. Passado o tempo, deixe o forno semiaberto por 10 minutos.
  6. Repita três vezes o processo.
  7. Depois de fazer a torra todas as três vezes indicadas, deixe a bandeja esfriando no forno. Quando as pimentas estiverem frias, coloque-as em um prato e leve para a geladeira por pelo menos uma semana.
  8. Depois de uma semana secando na geladeira, bata-as em um mixer ou liquidificador e armazene em um pote de vidro com tampa e elas estarão prontas para uso!

Onde usar pimenta calabresa

Em flocos, ela é muito utilizada para temperar carnes, aves e peixes, principalmente linguiças. Também pode ser adicionada em queijos, patês, geléias, chocolates e drinques. Em pó, normalmente é acrescentada a caldos e molhos.

No Brasil, a culinária nordestina é a que mais faz uso dessa pimenta. Receitas tailandesas também a utilizam com frequência. Mas, preste atenção! É necessário adicionar a quantidade certa, sempre seguindo a receita e sem exagerar.

Ela também pode estar presente nos pratos das principais refeições do dia ou como um toque picante especial em lanches rápidos e pizzas com amigos e familiares.

Benefícios da pimenta calabresa

O maior benefício desse tempero é que ele possui ação antioxidante capaz de combater e inibir os radicais livres que provocam o estresse oxidativo das células do nosso corpo, reduzindo as chances de doenças degenerativas.

Também possui propriedades anti-inflamatórias que combatem inflamações comuns ao nosso organismo, é um alimento hipoglicêmico, ou seja, não aumenta os índices de glicose no sangue e possui pectina, um componente muito bom para a regulagem dos níveis de colesterol.

Em alguns casos, a especiaria também pode ser vantajosa na hora da digestão e para acelerar o metabolismo.

Outro benefício da pimenta é a substância capsaicina, cardio-protetora que auxilia no combate às doenças do coração, melhorando também o seu funcionamento, circulação sanguínea e a vasodilatação.

Essa mesma substância também tem efeito analgésico, reduzindo dores de cabeça e musculares.

Afinal, a pimenta calabresa faz mal?

Seja no almoço ou em receitas de jantar, a pimenta precisa ser utilizada com moderação, pois, assim como muitos outros alimentos, pode fazer mal ao organismo quando consumida em excesso.

Também é importante perguntar ao seu médico ou nutricionista sobre a possibilidade de consumo, já que algumas pessoas possuem problemas de saúde que podem ser agravados com o consumo desse tempero.

Além disso, pimentas ardidas e fortes podem causar inflamações, agressão ao aparelho digestivo e parte do tecido interno da boca. Os efeitos variam de acordo com a quantidade ingerida e de pessoa para pessoa.

E-Book grátis

15 ideias de embalagens para inovar no delivery

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário