12 filmes sobre gastronomia que você precisa ver

Usar a sétima arte para criar inspiração para cozinhar não é má ideia, não é mesmo? Confira a lista de filmes sobre gastronomia que preparamos para você!

Filmes gastronomia

Inspiração nunca é demais, não é verdade? Foi pensando nisso que selecionamos 12 filmes sobre gastronomia para você apreciar e sair com vontade de se aventurar na cozinha!

Temos certeza de que essas histórias vão fazer você querer colocar as mãos na massa, nas colheres, nas panelas, nos temperos… Então prepara a pipoca e vem com a gente!

1.  Alimento da alma (1997)

Há 40 anos que Mama Joe tem o costume de reunir sua família em torno do jantar de domingo. Dessa forma, mantém a família unida e alivia as tensões entre as três filhas que sempre comentam sobre o casamento umas das outras.

Infelizmente, a diabete acaba fazendo a mãe da família ser internada em um hospital, os jantares param e a tensão se instala entre as três filhas, afastando a família.

No meio desse clima ruim, o neto Ahmad elabora um esquema capaz de restaurar a paz entre todos, que envolve replicar as receitas da avó. Um filme sobre como a comida é capaz de unir as pessoas.

2.  Chocolate (2000)

Uma jovem mãe solteira chega em uma pequena cidade da França com sua filha de seis anos e abre uma loja de chocolates em frente à igreja local. A população, muito conservadora, não a vê com bons olhos, mas aos poucos os moradores passam a gostar dos seus produtos, que parecem ser maravilhosos.

Uma história sobre como a comida também é capaz de romper preconceitos.

3.  O tempero da vida (2003)

Um garoto grego cresce na Turquia, onde seu avô, que é um filósofo culinário, ensina que tanto a comida quanto a vida precisam de tempero para terem sabor. Porém, por causa de tumultos políticos, a família precisa voltar para a Grécia.

O personagem cresce e torna-se um grande cozinheiro que, 35 anos depois, volta para Istambul para rever os vizinhos e seu primeiro amor. Nesse retorno, percebe que a sua vida precisa de mais tempero. Uma bela analogia entre a comida e a vida.

Leia mais:
10 tipos de temperos naturais para usar na cozinha
O que é e como fazer charcutaria artesanal
Ingredientes curingas para receitas simples e gostosas

4.  Sem reservas (2007)

Uma chef de um sofisticado restaurante de Manhattan leva seu trabalho muito a sério, o que faz com que as pessoas ao seu redor sintam-se intimidadas.

Ela é colocada à prova quando um animado subchef é contratado: ele adora alegrar a todos na cozinha e ouvir ópera enquanto trabalha. No meio disso, ela também precisa lidar com a chegada inesperada da sua sobrinha de nove anos, que acaba ficando deslocada nessa rotina da tia.

Uma reflexão sobre encontrar o equilíbrio entre a seriedade e o bom humor para viver bem – inclusive na cozinha.

5.  Ratatouille (2007)

Para os fãs de animação, temos essa opção que é boa até para quem já assistiu. Ratatouille, que você deve pronunciar ratatúie, é um nome emprestado de um cozido típico do sul da França, preparado com berinjela, tomate, cebola, pimentão e alguns legumes a gosto.

O motivo dessa escolha, além da referência ao personagem principal que é um rato, é compreendido no final, momento em que ocorre o que talvez seja um dos monólogos mais incríveis da história do cinema.

O filme é sobre um rato que sonha em se tornar um grande chef. Logo um animalzinho que nunca é bem-vindo na cozinha. Uma aventura que brinca com a nossa imaginação e vale ser vista tanto na versão original quanto na dublada em português.

6.  Estômago (2007)

Para quem sentiu falta de uma pegada nacional, temos essa ótima opção também. Estômago é, na verdade, uma coprodução Brasil-Itália.

Raimundo Nonato é um cozinheiro que vai parar na cadeia e ali aprende que o homem que sabe cozinhar tem um poder particular. Ele conquistou o talento aos poucos, desde que saiu da Paraíba rumo ao sul do Brasil, primeiro em um boteco fritando coxinhas, depois nas panelas ilustres de um restaurante italiano.

Flashbacks contam como Nonato aprendeu a arte culinária, mas o espectador demora um pouco para entender qual crime o levou para a prisão.

Uma história que dá sentido à máxima “Diga-me o que comes e eu te direi quem és”.

7.  Julie & Julia (2009)

Antes de falar desse filme aqui, uma observação muito importante que vale para todas as dicas: não assista nenhum deles com fome, ok? Isso seria certamente uma tortura diante de tantos pratos deliciosos aparecendo na tela.

Julie é funcionária de uma agência do governo que lida com os parentes das vítimas do 11 de setembro, mas está frustrada por ter abandonado seus projetos de se tornar escritora. Como terapia, decide criar um blog no qual descreve, durante um ano, seus esforços para preparar todas as 524 receitas presentes no consagrado livro da chef Julia Child.

O filme é baseado na autobiografia de Julia, My Life in France, que por meio desse livro inspira Julie a usar a culinária como alavanca para mudar de vida. Portanto, a história é baseada em fatos reais.

8.  Toast: A história de uma criança com fome (2010)

Nigel sempre amou culinária, mas sua mãe, que nunca gostou muito da cozinha, sempre usava produtos enlatados e nada de alimentos frescos, que seriam o sonho do filho. Acontece que a mãe falece e o pai de Nigel contrata uma empregada que cozinha de maneira espetacular.

Nigel fica com ciúme e, assim, cozinheira e criança começam uma disputa para ver quem tem os melhores dotes culinários e também pela atenção do pai.

Essa história é o pano de fundo da vida de Nigel Slater, escritor gastronômico.

9.  Chef (2014)

Carl é um chef que já tem certo renome, mas que enfrenta dificuldades no restaurante em que trabalha. Isso porque ele deseja criar pratos novos, enquanto o dono não quer que ele altere o cardápio que tem dado certo, com medo de afastar os clientes.

A reviravolta acontece quando um crítico gastronômico vai ao restaurante e detesta a comida, levando todo o cardápio por água abaixo. Revoltado, o chef parte para o confronto com o dono e perde seu emprego.

Assim, ele precisa recomeçar tendo que enfrentar a péssima fama que a situação trouxe. Uma história batida, mas que fala sobre o choque entre a arte e o comercial.

10.  A 100 passos de um sonho (2014)

Depois de uma tragédia no seu país de origem, a Índia, a família Kadam se muda para a Europa em busca de uma nova vida. Passam a morar em uma pequena vila no interior da França, onde abrem um restaurante de comida típica.

O problema é que bem em frente ao estabelecimento deles existe um conceituado restaurante, da Madame Mallory, reconhecido internacionalmente e frequentado por famosos.

Assim, a história mostra o conflito entre os dois e também como o filho mais velho dos Kadam consegue trazer todo o aprendizado que teve em sua terra natal e com a mãe, revelando-se um ótimo chef.

Não se torna um ótimo chef do dia para a noite, há um caminho a ser percorrido para tornar-se. O filme 100 passos é uma referência a isso.

11.  Pegando fogo (2015)

Esse longa fala sobre um chef de cozinha que fez a fama como pupilo de um veterano consagrado nos restaurantes de Paris. Porém, sua fama veio acompanhada por outros excessos, como drogas, mulheres e bebidas.

Isso, aliado a um temperamento forte, o levou a um colapso e a um afastamento da cozinha e dos holofotes. Depois de um período em isolamento, ele volta, só que para Londres, com uma única meta: conquistar sua terceira estrela no Guia Michelin.

Ele precisa, para isso, reconhecer que não pode fazer tudo sozinho, pedir algumas desculpas e renascer. E convenhamos: uma gastronomia diferenciada não acontece apenas pelas mãos do chef, mas por uma equipe inteira, que muitas vezes trabalha sob muita pressão, em busca da constante perfeição.

12.  Lámen Shop (2018)

Para encerrar a nossa lista, escolhemos essa história de pai e filho que têm uma loja de lámen, prato típico e famoso do Japão. O pai tem o trabalho como prioridade na vida e esquece de cuidar do relacionamento com o filho e até de si mesmo.

Infelizmente, o pai falece, deixando a loja e alguns pertences para o filho. Ainda inconformado com a morte do pai, decide revirar os objetos deixados por ele e encontra um diário da sua mãe, também falecida.

É a partir daí que começa uma jornada de autoconhecimento e em busca de respostas sobre o passado dos pais e da sua cidade natal. Um filme que fala sobre a cozinha local e utiliza cada novo passo da trama para apresentar uma nova receita ou um novo ingrediente.

Com tantos filmes sobre comida, deu pra ficar com água na boca, né? Imagina só quando você assistir! Então prepara a pipoca ou uma refeição mais especial e conta aqui pra gente nos comentários o que achou.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário