6 tipos de cogumelos comestíveis: dicas e benefícios

Você sabia que existem diferentes tipos de cogumelos e que nem todos são comestíveis? Pois bem, no Brasil existe uma lista recheada dessas delícias que podem ser utilizadas em receitas incríveis, trazendo benefício à saúde, além de muito sabor ao paladar. Confira só!

Tipos de cogumelos comestíveis

A lista de cogumelos comestíveis no Brasil é extensa, apesar de que apenas 25 tipos podem ser comercializados e utilizados na culinária, entre eles os mais comuns são:

  1. Shiitake;
  2. Portobello;
  3. Hiratake;
  4. Shimeji;
  5. Cantarelo; e
  6. Champignon Paris.

Você certamente já ouviu falar de algum deles, não é mesmo?

Porém, dos seis tipos listados acima, apenas três são usados com frequência e você provavelmente já os consumiu no strogonoff, em pizzas ou naquela jantinha com os amigos.

Mas você sabe o que é esse alimento e como ele é classificado? Isso é, esse ingrediente, tão versátil e de sabor marcante, é considerado um vegetal? Um legume ou uma planta? Tire todas as suas dúvidas em relação ao assunto neste artigo, é só continuar a leitura!

Cogumelo comestível ou fungo comestível?

Isso mesmo! O cogumelo não faz parte dos vegetais, ou seja, não é legume. Esse ingrediente peculiar vem do reino dos fungos e podemos afirmar que ele nada mais é do que um fungo comestível.

E exatamente por isso é importante conhecer a classificação e os tipos que podem ser consumidos, pois alguns desses fungos são altamente tóxicos e, mesmo depois de serem expostos a altas temperaturas, continuam a oferecer risco à saúde dos seres humanos.

Nem precisamos avisar que não é nada seguro sair por aí colhendo cogumelos, não é mesmo? Lembre-se de que alguns podem não causar intoxicação, mas possuem alto teor alucinógeno, então, é melhor ficar longe deles, certo?

Para que você não corra riscos, nós trouxemos uma lista com seis tipos que podem ser consumidos sem qualquer preocupação e que, além de serem deliciosos, trazem benefícios a sua saúde. Veja só!

Qual cogumelo pode comer?

A lista é reduzida e conta apenas com o Champignon Paris, o Shimeji e o Shiitake, que são facilmente encontrados e fazem parte de várias receitas.

O motivo dessa redução é simples: nem todos os cogumelos podem ser consumidos e apenas 25 tipos são comercializados no Brasil. Há, ainda, um terceiro fator que influencia nessa lista curta e a razão está atrelada ao fato de o fungo não ser muito consumido pelos brasileiros.

Enquanto um alemão, por exemplo, consome anualmente 4 kg desse fungo, o brasileiro consome apenas 160 g por ano.

Para mudar esse quadro e aumentar o consumo desse alimento por aqui, trouxemos abaixo uma lista de seis cogumelos que podem ser consumidos e qual a combinação ideal para cada um.

Quais os tipos de cogumelos comestíveis no Brasil?

Prepare caneta e papel para anotar essas dicas incríveis que vão valorizar a sua receita!

1.  Champignon Paris

Champignon paris

O mais popular da lista, vendido também em conserva, é o queridinho dos brasileiros na hora de montar a pizza ou de preparar saladas diferentes.

Seu aroma e sabor são sutis e muito agradáveis ao paladar, por isso pode ser preparado na grelha, refogado, assado ou consumido fresco.

Dicas de receitas para acrescentar na sua rotina: strogonoff, pizza, saladas cruas e vegetais refogados.

2.  Shiitake

Cogumelo shiitake

É um dos tipos mais consumidos no mundo. Seu sabor é marcante e ele pode até mesmo substituir a carne em alguns pratos.

O caule desse fungo é um tanto quanto duro e, por isso, não é normalmente consumido, mas pode ser usado para aumentar o sabor dos pratos e ser descartado somente depois da receita pronta.

Dicas de receitas para acrescentar na sua rotina: comida japonesa, sopas e caldos.

3.  Shimeji

Cogumelo shimeji

É um dos mais gostosos da lista e por isso ocupa a terceira posição da lista de fungos mais consumidos no Brasil.

Seu sabor é sutil e leve, basta refogar na manteiga e consumi-lo assim mesmo. Porém, é importante alertar que, quando cru, possui um aroma peculiar, não muito agradável ao nariz, por isso ele pode acabar afastando os consumidores às vezes.

Dicas de receitas para acrescentar na sua rotina: comida asiática, peixes e legumes salteados com molho de soja.

4.  Portobello

Cogumelo portobello

Esta é outra opção de fungo que pode substituir a carne em determinadas receitas, sua consistência é mais firme e por isso pode ser assada ou feita na grelha sem qualquer problema. O sabor, por sua vez, é suave e lembra um pouco do champignon parisiense.

Dicas de receitas para acrescentar na sua rotina: pode ser usado como acompanhamento para queijos mais fortes e pode ser recheado com temperos e especiarias. Experimente fazê-lo assado!

5.  Hiratake

Cogumelo hiratake

Sua espécie é totalmente brasileira e suas cores podem variar entre branco, amarelo e salmão. Seu sabor e seu aroma não são marcantes, por isso são ideais para pratos mais leves.

Dicas de receitas para acrescentar na sua rotina: sopas, saladas cozidas, caldos e refogados.

6.  Enoki

Cogumelo enoki

Com sabor suave e formato que lembra o spaghetti, o Enoki pode ser usado em pratos italianos. É importante frisar que esse é o único cogumelo da lista que possui naturalmente um sabor salgado, por isso, seu preparo requer cuidado para que a receita não fique salgada demais ou traga um contraste agridoce sem necessidade.

Dicas de receitas para acrescentar na sua rotina: pratos italianos, asiáticos e com muito molho, como carnes ensopadas.

Qual a parte comestível do cogumelo?

Das opções citadas acima, todas elas possuem a parte superior, conhecida popularmente como chapéu, comestível. Outros tipos como o Enoki, por exemplo, são inteiramente comestíveis.

Entretanto, os fungos que possuem caules mais densos ou duros devem ter essa parte descartada antes do consumo.

5 benefícios do cogumelo para a saúde

Além de trazer sabor e aroma extra ao prato, os cogumelos comestíveis também trazem benefícios à saúde humana, como auxílio na redução de peso, controle da diabetes e prevenção do câncer.

Veja outros 5 motivos para adicionar os fungos do bem na sua lista de supermercado:

  1. Previne doenças cardíacas.
  2. Fortalece o sistema imunológico.
  3. Melhora o funcionamento do intestino.
  4. Ajuda a prevenir a anemia.
  5. Melhora a saúde óssea.

Agora que você já sabe quais fungos deve consumir e conhece os benefícios que eles trazem para a sua saúde, não há mais desculpas para não consumir essa especiaria, não é mesmo?

Aproveite as dicas e prepare receitas incríveis para o jantar ou almoço, adicionando o cogumelo na preparação e surpreendendo seus amigos e familiares.

E-Book grátis

15 ideias de embalagens para inovar no delivery

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário