Churrasco grego: o que é e como prepará-lo

Descubra o que é um churrasco grego, como ele é feito e como pode ser vendido, montando um espeto de churrasco grego corretamente.

Churrasco grego

Existem duas versões de churrasco grego conhecidas por aí e ambas são assadas em uma churrasqueira especial, que mantém a carne na vertical, girando lentamente para assá-la por completo.

As duas versões possuem a mesma construção, mas a diferença está em que uma tem a montagem feita por camadas de legumes intercalando as fatias de carne.

A outra, por sua vez, é composta apenas por tiras finas de carne montadas diretamente no espeto, uma em cima da outra, formando uma montanha.

Se você ficou curioso sobre esse prato, saiba que é fácil encontrá-lo nas ruas de São Paulo e outras cidades dos arredores em que o trânsito de pessoas flui de maneira rápida e, por isso, optam por comer algo prático, saboroso e que substitua uma refeição tradicional.

O que é churrasco grego?

Conhecido também como kebab, o prato é feito com carne bovina, temperada, cortada em fatias finas e montada uma sobre a outra, podendo conter ou não legumes ou outros acompanhamentos entre as fatias.

O churrasco é assado em uma churrasqueira especial, que mantém o espeto na vertical e move-se lentamente para que a carne fique assada completamente por dentro e por fora.

Porém, isso não impede que a carne seja assada em outros tipos de churrasqueiras e, para que isso seja possível, basta amarrar os pedaços uns aos outros para que não se desmanche.

A carne depois de assada deve ser cortada de um modo especial, de cima para baixo, respeitando a montagem para que após alguns cortes não haja risco do churrasco se desprender do espeto.

É importante ressaltar que a diferença entre o churrasco grego e o tradicional se dá pelo preparo e principalmente pela maneira de consumi-lo.

O grego é cortado em um prato de alumínio e servido em um recipiente que permita o consumo rápido, sem nenhuma guarnição. O ponto da carne também costuma ser mais passado.

Ele ainda pode ser comercializado dentro do pão: o famoso sanduíche de churrasco grego, fácil de encontrar em qualquer canto de SP.

Como fazer churrasco grego?

Primeiro, é preciso escolher uma carne macia, com pouca gordura, sendo os cortes mais indicados o coxão mole, a fraldinha e o contrafilé.

Em seguida, fatia-se a carne e tempera-se com produtos naturais, além de sal e pimenta-do-reino. Depois, basta levar à churrasqueira.

Mas não é só isso: o modo de preparo não é difícil - é até bem simples! -, mas é possível temperar o espeto e prepará-lo a fim de aumentar o sabor final da carne.

Veja só o passo a passo!

  1. Limpe o espeto e seque-o bem.
  2. Faça camadas da carne fatiada e temperada, intercalando com as cebolas em fatias.
  3. Deixe a carne e a cebola espetada marinando para que o tempero fixe.
  4. Caso deseje aumentar o sabor, prepare um molho à base de suco de limão, alho moído, salsinha e chimichurri e, em seguida, é só regar o espeto e os alimentos.
  5. Espere marinar por mais ou menos 30 minutos.
  6. Em seguida, enrole todo o conteúdo em papel alumínio e leve para a churrasqueira.

Atenção! Caso a sua churrasqueira não seja vertical, amarre bem a carne no espeto usando um barbante de cordão que possa ser exposto às altas temperaturas.

Em seguida, cubra com o papel alumínio e leve à churrasqueira comum, sempre cuidando para que a carne não caia do espeto.

Na hora da montagem, lembre-se de deixar os pedaços com mais gordura, se houver, na ponta do espeto. Dessa maneira, a gordura escorre pelo restante da carne, deixando o churrasco suculento e macio.

Como a carne começa assando de fora para dentro, é importante não deixar por muito tempo o churrasco no fogo alto. Confira com frequência e assim que perceber que a parte de fora está pronta, comece a servir.

O segredo desse prato é exatamente esse, servir lascas da carne por fora, enquanto a parte interior continua assando, assim a carne permanece quente por mais tempo e pode ser apreciada lentamente.

Melhores carnes para churrasco grego

O churrasco grego tem muitas variações, pois é adaptável a cada região. O tradicional, entretanto, é composto por carnes bovinas, como:

  • coxão mole;
  • contrafilé;
  • picanha;
  • maminha;
  • alcatra;
  • patinho; ou
  • fraldinha.

Em outras regiões, a carne bovina pode ser substituída pela de porco, por pedaços de lombo, pernil, maminha e picanha suína.

Mas cuidado ao fazer essa troca, pois é necessário e muito importante que a carne suína esteja bem assada para o consumo, uma vez que quando crua apresenta bactérias e microrganismos nocivos ao corpo humano.

Outra opção é intercalar a carne bovina com fatias de frango, que deve estar limpo e livre de peles e ossos que possam comprometer o resultado final, dificultando a montagem no espeto.

Independentemente de qual carne for escolhida, lembre-se de manter a principal característica do churrasco grego: cortar as peças de carne em fatias finas e compridas.

Agora que você já sabe como preparar, veja só como vender esse prato e fazer uma renda extra mensal.

Como vender churrasco grego?

É possível vender o churrasco grego de três maneiras distintas e bem conhecidas: em um restaurante especializado, em um food truck ou carrinhos urbanos de comercialização de comida no estilo pague e leve.

1.  Pague e leve

Neste modelo de negócio, o cliente costuma levar a carne para casa em uma embalagem resistente, como os marmitex de churrasco tradicional.

O preparo não possui guarnições, sendo possível oferecer pães sírios e outros tipos que possam complementar a refeição.

Contudo, caso deseje expandir seu público, disponibilize acompanhamentos pequenos, como polenta frita, farofa e batata frita.

2.  Food truck

Esta talvez seja a melhor opção, aquela que tem a “cara” do produto, sabe?

Afinal, é comum que os consumidores procurem por esse prato em situações nas quais desejam comer algo rápido, fácil e que substitua uma refeição.

Por isso, é comum encontrar esse modelo de negócio pelas ruas de grandes cidades, em que a carne é servida diretamente dentro do pão francês ou sirio.

3.  Restaurante especializado

Mesmo que a refeição seja conhecida como lanche rápido, é possível sim oferecê-la como um prato mais refinado, o qual pode ser degustado calmamente, com auxílio de talheres e pratos.

Neste artigo, trouxemos várias opções de montagem, com carne bovina, intercalado com legumes e com outros tipos de carnes.

Sendo assim, opções não faltam para completar o cardápio, que pode também oferecer pães, saladas, fritas, farofa, creme de batatas e outros acompanhamentos com menor destaque.

Pronto! Você já sabe quais carnes usar e como preparar o churrasco grego, seja para receber os amigos e familiares ou vender esse prato na rua da sua cidade.

E-Book grátis

15 ideias de embalagens para inovar no delivery

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário